No Final do Corredor

histórias, experiências e lições de vida

19 de dezembro de 2015
Ana Lucia Coradazzi

no comments

Então é Natal

Papai Noel 2015Certa vez uma amiga, também oncologista, me disse que jamais deveríamos pedir exames importantes para os pacientes nessa época de final de ano. Segundo ela, é uma época “negra” para se fazer esse tipo de coisa, porque se algo der errado o Natal estará destruído para sempre. Depois do comentário ela, eu meio que instintivamente comecei a prestar atenção.

O Natal é uma época estranha. As pessoas se sentem mais animadas, mas também mais sensibilizadas, e portanto mais frágeis. Há quem deteste o Natal justamente por isso. É difícil se sentir exposto, perceber as relações pessoais de forma tão intensa, ser obrigado a rever seus conceitos. É uma época que convida à renovação e esperança e que, portanto, não combina em nada com resultados de exames médicos que nos forcem a lembrar o quanto somos mortais. Receber uma tomografia que revela um câncer em progressão, apesar dos tratamentos difíceis e penosos a que a pessoa tem se submetido, é algo que pode tomar proporções catastróficas nessa época.

Um paciente minha, de pouco mais de 30 anos, precisou passar por isso no ano passado. Ela tinha um câncer de mama e estava terminando o tratamento de quimioterapia, quando recebeu de “presente” a notícia de que o câncer tinha voltado em seu fígado. Isso significava que ela tinha passado do status de “sobrevivente de câncer” para “portadora de câncer incurável”. Dei a notícia a ela uma semana antes do Natal. Um presente de grego.

Este ano ela voltou na mesma época, em tratamento, e tudo está indo aparentemente bem. Estava na hora de pedir novos exames, como fazemos periodicamente para monitorar a resposta ao tratamento. E foi nas palavras dela que a crença da minha colega se confirmou: “Exames só em janeiro, doutora. Neste Natal ninguém na minha casa vai ficar com os olhos baixos, com a cabeça preocupada, sem apetite. Esse ano não quero ver peru sobrando em cima da mesa.”

Ela está certa. Os momentos especiais que passamos com quem amamos ficam para sempre em nossos corações, sejam esses momentos tristes ou incrivelmente felizes. Cabe a nós fazer todo o esforço necessário para que a felicidade prevaleça, porque as recordações ficarão para sempre.

Por isso adotei na minha rotina o conselho da minha colega. Exames importantes, em dezembro, só se não tiver outro jeito. Afinal, o Natal é para todos.

Deixe um comentário

Required fields are marked *.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: